31/03/2017

[Resenha] Os Mistérios de Sir Richard – Julia Quinn

Oiii Pessoas lindas do meu coração!

Imaginem a #blogueiraDoidinha aqui com um sorriso forçado no rosto. Não pela história do livro, mas por ele ser o último livro da série. Por fora estou sorrindo, por dentro estou me derretendo em lágrimas. 😭

Ao mesmo tempo que amo essas coleções com vários livros, detesto quando elas acabam. Ainda mais quando estamos falando do Quarteto Smythe-Smith, que já rendeu altas aventuras aqui para o nosso cantinho. Perdeu o post com a tarde de autógrafos que fomos com a diva Julia Quinn? Não tem problema, clica AQUI pra conferir tudo que rolou. Pode ir, espero vocês voltarem. 😉

Ah, voltaram, né? Ótimo! Vamos então falar sobre Os Mistérios de Sir Richard, e olha, esse livro foi mesmo um mistério, pois destoa dos outros livros da série. Quer saber porque eu disse isso?

Sigam-me os curiosos!

Os Mistérios de Sir Richard

Descrição
SIR RICHARD KENWORTHY TEM MENOS DE UM MÊS PARA ENCONTRAR UMA ESPOSA…
Por isso sabe que não pode ser muito exigente. Mas, quando vê Iris Smythe-Smith ao violoncelo no tradicionalmente desafinado recital de sua família, pensa que o destino trabalhou a seu favor. Ela é o tipo de garota que não atrai muitos olhares, porém algo o faz ter certeza de que é a escolha perfeita.

IRIS SMYTHE-SMITH JÁ SE ACOSTUMOU A SER SUBESTIMADA…
Com seu cabelo muito claro, a pele alva e o jeito discreto, ela quase sempre passa despercebida, ainda que seja a única do Quarteto Smythe-Smith que realmente sabe tocar um instrumento – não que alguém consiga escutá-la em meio à cacofonia dos concertos. Por isso, quando o charmoso Richard Kenworthy pede para ser apresentado a ela, Iris fica envaidecida, mas também desconfiada.

E quando o pedido de casamento dele se transforma numa situação comprometedora, Iris tem a sensação de que ele está escondendo algo… ainda que Richard pareça mesmo apaixonado e que o coração dela esteja implorando para que diga sim.

Meus amores, como todos sabem, Os Mistérios de Sir Richard é o último livro da série Quarteto Smythe-Smith e, como eu já disse nas outras resenhas, esses livros podem ser lidos fora de ordem sem problema. Mas se você não leu os outros livros ou se perdeu alguma das nossas resenhas, clica AQUI.

Sabem que algumas de vocês, minhas lindas que seguem aqui o nosso cantinho, entraram em contato comigo para falar sobre esse livro? Umas disseram que não gostaram e uma, inclusive, disse que não conseguiu terminar de ler (viu como lembro e levo a sério o que vocês me dizem?). Mas também recebi outros comentários (isso mesmo, antes de lançar a resenha e antes mesmo de eu ler o livro, vocês já estavam me mandando as suas impressões, como não amar?) de pessoas que acharam esse livro o melhor da série.

Os Mistérios de Sir Richard

Aí, já viram como comecei a ler essa lindeza, não é? MORRENDO DE MEDO! #blogueiraMedrosa Vejam bem, eu sempre amei todos os livros da diva Julia. Sempre! Sem tirar nem por na história, então dificilmente eu detestaria esse, mas também duvido que fosse amar mais do que eu amo os três primeiros. Até meu coração de #pirigueteLiterária tem limites. (na verdade não tem, mas deixem eu me enganar um pouquinho, tá?)

Mas então, aqui já conhecemos a nossa heroína, Iris. É a única Smythe-Smith que sabe realmente tocar seu instrumento no quarteto. Sabem que morri de rir sozinha aqui em casa quando soube lá no segundo livro que Harriet não sabe ler partituras, né? 😂

Wisnton não estava fazendo o menor esforço para ocultar suas ações; por certo era uma grosseria tapar os ouvidos em um recital. Mas as poucas pessoas que pareciam observá-lo exibiam uma expressão de inveja, não de censura.

Então, Iris está lá tocando mais uma vez na apresentação anual do quarteto de cordas da família Smythe-Smith, tentando se esconder atrás de seu enorme violoncelo, quando percebe que um homem desconhecido a está encarando.

Esse homem é Sir Richard, que precisa desesperadamente se casar com uma mulher que possua dote, pois sua propriedade não está lá muito bem financeiramente falando. Só que mesmo assim, ele vê algo mais em Iris e, preciso dizer, foi isso que redimiu ele aos meus olhos.

Seria verdade? Ela sabia que não era sentimental, mas também não chagava a ser insensível. Havia lido Orgulho e preconceito seis vezes. Isso tinha que significar alguma coisa.

Amores, Sir Richard tem um segredo (dãaaaaa) que me deixou nervosa o livro todo. Sério mesmo, a leitura foi muito tensa pra mim. Imaginei mil cenários e um pior que o outro. Cheguei a duvidar da “decência” dele em um ponto da história, e agora sei exatamente porque algumas das minhas lindas não gostaram da história.

Santo Deus, aquilo era desejo. Ela o desejava. Ela, que nunca tivera a mínima vontade de segurar a mão de um homem, queria conhecê-lo.

Ah, mas nem todo o livro foi assim. Frances mais uma vez me fez rir com sua mania de unicórnios. Essa foi a parte mais legal do livro, a apresentação da peça “A pastorinha, o unicórnio e Henrique VIII” , escrita por Harriet. Lembram que ela começou a escrever essa peça lá no livro 2, se não me engano? Nossa, amei muito.

Os Mistérios de Sir Richard

Agora que contei a parte engraçada da história, acho que as pessoas que não gostaram do livro 4, na verdade devem ter estranhado o tipo de história. Vejam bem, na verdade esse livro aqui destoa dos outros, pois estamos acostumados ao mundo cor de rosa que a Julia Quinn pinta pra gente. As histórias anteriores eram sobre famílias e casamentos abastados e, mesmo que as pessoas tivessem problemas sérios, eles tinham uma solução ao alcance.

– E não é agradável conviver com Daisy quando ela está de bom humor. O planejamento de uma cerimônia de casamento fará com que esta aqui – maneou a cabeça para Iris – se sinta infeliz e a outra fique em êxtase. Eu teria que me mudar para a França.

Não que aqui não tenhamos isso, mas até a gente descobrir qual é o tal segredo (que eu até descobri no inicio, mas não acreditei no meu feeling) a gente meio que vai se decepcionando com o mocinho. Apesar de sabermos como ele se sente o tempo todo, ainda é difícil ter compaixão por ele. Não que ele seja um vilão, mas seu comportamento é diferente daquele que esperamos de um romance da Julia Quinn.

Iris não entendia. Quando as primas falavam sobre aquele perfeito momento de desejo que precedia um beijo, soava horrível. Beijar alguém na boca… Por que diabo iria querer fazer isso? Parecia uma atitude pouco higiênica.

Dito isso, vou dizer a vocês do fundo do coração que gostei muito da história. Aliás, acho que esse suspense e o fato da história seguir um curso diferente do esperado foi o que fizeram eu gostar do livro. Mesmo assim, confesso que até a metade a leitura estava meio morna, mas depois ela pega o ritmo e nos vemos querendo saber como a história vai se desenrolar.

Só que aqui, tenho uma ressalva a fazer, achei o final corrido e senti falta de um “romantismo a mais”. A minha linda que escreveu me dizendo que não conseguiu terminar a leitura, aconselho fortemente a faze-lo. Você será recompensada.

A cada dia – não, a cada hora – ele aprendia algo novo sobre ela. E, a cada revelação, dava-se conta da sorte que tivera ao escolhê-la.

No inicio da leitura, fiquei muito magoada ao pensar que o amor aqui não seria descrito daquela forma desesperada que sempre esperamos que seja, mas acabei entendendo, mais a frente, que não era isso, exatamente. E, por isso, digo que a leitura até o final vale muito a pena mesmo. Até porque, o epílogo me emocionou tanto…

Os Mistérios de Sir Richard

Amores, é com muita tristeza de dou “até logo” aos Smythe-Smith. Até logo mesmo, pois daqui a pouco já me vejo relendo essa série linda da vida. Mas mesmo assim, sinto aquela dorzinha no coração. Não adianta tentar me consolar com o fato de que eles estarão sempre ali, na minha estante, lindos e autografados.

Os Mistérios de Sir Richard é o livro 4 da série Quarteto Smythe-Smith, da autora amada por todos, Julia Quinn.

Os Mistérios de Sir Richard

Quarteto Smythe-Smith, livro 4

Julia Quinn

Editora Arqueiro

Classificação: ★★★★☆(4)

Gostou? Tem essa lindeza a venda aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura
Livraria da Folha Submarino

 E vocês, amores, gostaram de Os Mistérios de Sir Richard? Também sofrem quando uma série acaba? Contem pra mim aqui em baixo.

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

7 Comentários

  1. Dandara Machado says:

    Gostei muito da sua resenha, esse livro é questão de ponto de vista.
    Eu não gostei, porque eu não consigo perdoar o que o mocinho fez, independente das razões dele ( não consegui mais torcer pelo casal) mas respeito quem terminou a leitura com uma sensação diferente. O segredo é deixar o seu coração falar, como você fez. Mas, o terceiro, o de Hugh e Sarah, aquele eu amei! Abraços,
    Dandara Machado

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Dandara, minha linda!
      Super concordo com você sim. Ainda mais que a história aqui é mesmo mais difícil e delicada. Outras lindas também me disseram que não gostaram e eu amo saber a opinião de vocês, gostado ou não. Acho o máximo essa nossa troca. Vou confessar a você que esse também não é meu livro preferido da Julia, e mesmo não tendo uma reação tão forte como a sua, super entendo.
      Obrigada pelo comentário, amei saber sua opinião.
      Bjos 1000!

    • Yasmin says:

      Concordo com você, amiga. De todos os livros da Julia que já li, esse foi o que menos gostei.
      Acredito que tenha botado muita expectativa no último livro é por isso acabei me decepcionando.
      O fato de não desenvolver empatia pelo Richard, depois de ter descoberto o tal segredo, foi o que me atrapalhou na leitura.

  2. Expedita de Sousa Castro says:

    Dandara.
    Na minha opinião, não gostei mt do primeiro,antes de ler o quarto já gostei de imediato, estou aguardando um pouco pra comprar o restante da série, pq a crise da brava, mas vou conseguir. Sua resenha é ótima, Beijo.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Expedita!
      Você vai conseguir comprar sim! Depois volta e conta o que você achou do quarto livro pra gente, vou amar saber.
      Muito obrigada pelo carinho, fico mega feliz em saber que você gostou da resenha.
      Bjos 1000!

  3. Ritiele Santos says:

    Olá
    Adorei essa resenha.
    Li o bendito livro e te confesso que achei um abacaxi no início, mas eu ri tanto lendo a parte da peça de teatro das irmãs Pleinsworth que acabei dando uma chance ao livro.
    Não é, nem de longe, o melhor livro da Julia mas é aquele tipo de livro que a gente não consegue abandonar (apesar de saber que não é muito bom).
    Fiquei muitooo curiosa para descobrir o tal segredo do Richard e confesso que eu esperava que ela fosse mais difícil na hora de perdoar o mentiroso.
    Tirando esse final, eu até gostei do livro haha

    Obrigada pelas resenhas sinceras.
    Bjs!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Ritiele!
      Você me agradeceu, mas eu que tenho que agradecer a você por esse comentário incrível. Super concordo com você em tudo. 👏🏻 Obrigada por dividir sua opinião comigo, amei.
      Obrigada pelo carinho.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário