21/10/2016

[Resenha] In Flight – Nas Alturas – R.K. Lilley

Oiii Pessoas lindas do meu coração!

O livro de hoje é especial para aqueles que, assim como eu, estão órfãos de Cinquenta Tons de Cinza. Sim, essa história tem muitas semelhanças com FSOG (sigla de Cinquenta Tons para as gringas), mas também muitos fatores novos e personagens com histórias diferentes, o que torna tudo ainda mais apaixonante.

Mas, claro que se você não for fã dessa outra saga queridinha aqui do blog, por qualquer motivo que seja, vem comigo conhecer In Flight também, vai que esse sim é o seu número?

Vamos comigo conhecer o “4° andar“?

in-flight

É, amores, meu livro está em inglês. Mas a capa é igualmente linda em português.

Descrição
Quando a discreta aeromoça Bianca conhece o bilionário James Cavendish, proprietário de uma rede de hotéis, ela perde toda a compostura arduamente conquistada. Para uma garota que podia facilmente equilibrar uma bandeja repleta de taças de champanhe a 35 mil pés de altura sobre saltos altíssimos, ela ficou com as pernas bambas à primeira vista. A imperturbável Bianca não conseguiu evitar aqueles olhos azul-turquesa penetrantes. Eles guardam um desafio, e uma promessa, a que Bianca acha impossível resistir, ela que é uma moça que está acostumada a dizer não e a manter sua palavra.

Bianca lida, constantemente, com supermodelos e estrelas de cinema enquanto comissária de bordo de primeira classe, mas James Cavendish é superior a todos no quesito beleza. Se fosse apenas pela aparência tão irresistível daquele homem intimidador, Bianca até que poderia ter ignorado os seus galanteios. Mas o que a tocou como nunca foi o poder de atração que James parecia exercer sobre ela desde o momento em que se encontraram, bem como a promessa subentendida de prazer e dor que ela leu nos seus lindos olhos.

Este livro é indicado para maiores de 18 anos.

Pessoas lindas, quando eu disse lá em cima que esse livro é do tipo Cinquenta Tons, eu não estava brincando. Conforme eu for contando as linhas gerais da história (sem spoilers) vocês verão as semelhanças e diferenças. Diferenças essas que foram bem significativas para mim.

Agora, se você não gosta de livros com a temática BSDM tratada em Cinquenta Tons, ainda assim pode ser que esse livro seja legal para você. As cenas aqui não são tão longas ou tão trabalhadas como são em Cinquenta Tons. Aqui as coisas acontecem em um ritmo diferente e até mais tranquilo (bem mais tranquilo, na verdade).

Na verdade, mesmo sendo ultra-mega-apaixonada por FSOG, não foi essa semelhança que me fez ler In Flight. Na verdade, me interessei porque nossa heroína aqui é uma aeromoça. Fala sério, quem nunca sonhou em ser uma aeromoça da Varig? Eu já! 😁(olha a denuncia da idade aí, gente….) Então fiquei mega interessada em conhecer a história de Bianca.

Eu ainda não sabia porque, mesmo com minha inexperiência, eu sabia com tanta certeza o que ele queria que eu fizesse.

Amores, Bianca é uma mocinha incrível, como eu já esperava que ela fosse. Linda, independente e virgem. Sim, do alto dos seus 23 anos, Bee ainda é virgem. Parte devido ao seu passado extremamente triste e traumático.

Ele provavelmente nunca sofreu um dia em sua vida. Ele provavelmente tinha tudo entregue a ele tão facilmente que já devia ser arrogante e dissoluto, entediado com as coisas que o resto de nós esforçaram para ter.

Não que ela se importe com isso, Bee simplesmente não sai com ninguém. Para manter os homens longe dela, ela conta com um super amigo. Um amigo que é o sonho de consumo de qualquer menina. Stephan é tudo que Bianca precisa e quando ela precisa. Ele pode ser seu defensor, se passar por seu namorado ou ser apenas uma presença reconfortante e calada quando necessário.

Agora, deixa eu fazer um adendo aqui: Stephan é meu crush! Crush platônico, no sentido de que todo mundo devia ter um Stephan pra chamar de seu. Além de toda a perfeição que eu citei lá em cima, ele ainda é um cavalheiro. Como não amar muito um personagem assim? Ele é, de longe, meu preferido.

De repente ele estava tão perto de mim que eu ofegante. Eu estava mortificada com a minha reação a ele. Eu me orgulhava de meu profissionalismo. E a minha reação à sua proximidade era quase definitivamente não profissional.

Então, é assim que somos apresentados a história, com Bianca e o melhor amigo que ela tem na vida (e única família também), trabalhando juntos como comissários de bordo da 1ª classe. E é em um desses voos que eles conhecem o Sr° Cavendish.

James é o típico milionário dominador e ciumento possessivo que a gente ama. Eles tem uma química imediata e James faz de tudo para tentar convencer Bianca a se “entregar” a ele (nossa, me senti no século passado escrevendo isso…). E é ai que as coisas começam mesmo a ficar apaixonantes. Até porque aqui o quarto de jogos se chama “O 4° Andar”.

“O que você está fazendo comigo?”

“Espero que seja algo parecido com o que você está fazendo comigo. Quero que você sinta o que eu estou sentindo, Bianca. Quero que você sinta essa necessidade incontrolável. Não consigo suportar pensar que você é indiferente a mim.”

Vejam bem, por mais lindo e sedutor que James seja, eu não me apaixonei (muito) por ele. Tá bom, eu me apaixonei por ele sim… Claro, em todas as cenas dele eu suspirava e amava, mas acho que me apaixonei mais pelo casal em si. Bianca é tão boa que foi impossível pra mim não torcer e sofrer com ela. Por mais que o Sr° Cavendish seja o sedutor mor, Bianca não fica apagada na história.

“Não aqui. Ainda não. Na primeira vez quero você na minha cama.”

Quem é fã de FSOG percebeu as diferenças entre as histórias, né? Não vou ficar comparando passo a passo aqui porque são livros e personagens diferentes. Mesmo que com algumas semelhanças. As cenas hot aqui são bem escritas e não deixam nada a desejar ao gênero. Alias, tem uma cena aqui que acontece no avião que foi a que eu mais amei em todo o livro. Leiam e me contem!

“Bem, vim aqui porque quero muito foder você até que nenhum de nós consiga andar. Quero tanto você que não consigo mais enxergar direito. Mas como isso não vai acontecer agora, vou ficar aqui para garantir que você chegue ao seu quarto inteira.”

No geral, a história é apaixonante e uma delicia de ser lida. Super valeu a pena e eu gostei muito do estilo da autora, sendo esse o primeiro livro dela que li.

E olha só, a resenha de hoje quase não saiu porque a blogueira se enrolou toda essa semana, quebrei o pé. 🙈 Acreditam? Mas vida que segue, estou bem, sem complicações graves. Só de repouso mesmo.

Mas então, In Flight é o livro 1 da série Nas Alturas e tem, até agora, 3 livros lançados lá fora.

In Flight

Nas Alturas, livro 1

R.K. Lilley

Editora Charme (no Brasil)

Classificação: ★★★★☆ (4)

Amores, se vocês quiserem conhecer o 4° Andar, tem In Flight a venda, em português, aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura
Livraria da Folha

Ah, agora preciso conversar com vocês, minhas lindas! Fãs de FSOG ou não, me contem como foi a leitura pra vocês. Posso demorar um pouquinho, mas respondo todo mundo.

Laters, baby!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

16 Comentários

  1. Nataly Santos says:

    Ah vou ler com certeza, adoro livros na vibe meio cinqüenta tons e só a resenha já me deixou apaixonada pelos personagens. Agora que terminei a série the driven essa vai ser uma ótima pedida. Rsrs
    Aliás vc conhece a série the driven?

  2. Monique Sousa says:

    Me segurando aqui para tentar não dar spoiler rsrs… Já li a série inteira (mesmo com a tradução ruim) e a “semelhança” com FSOG é o BDSM e SÓ (na minha humilde opinião). Enquanto FSOG fica na sugestão, In Flight vai muiiiito além. Talvez vocês só percebam com os outros livros publicados, Qualquer coisa que eu disser pode ser um estraga prazer pra quem vai ler ainda. É dominação e submissão puraaa. Bianca não é uma submissa, por ser contida na sua postura, ela realmente sente prazer na dor (e não pede arrego não hein rs), mesmo que esse desejo tenha se desenvolvido de uma forma ruim, por conta de um passado traumático. No spin off da série, fica mais na cara com outra cena impressionante. Coisa de louco… por isso AMO essa série. Eu já achei James tão louco e carismático, sério rs, amei a forma como ele cuida e ama a Bianca desesperadamente, a forma como ele anseia ser correspondido. E Stephan é realmente o anjo da guarda de Bianca, além de ser gato (ahhh louca pra ler de novo aqui rs). Enfim… Gosto de FSOG, pois foi o livro que me fez voltar ao mundo da leitura. Porém depois de ler várias outras coisas do gênero e até fora desse gênero hot, me fez ver o quão FSOG é mal escrito, tanto que hoje em dia nem consigo pegar pra ler, sem desisti da leitura (o que é uma pena, pois a história em si, tinha potencial). Só sei que In Flight é infinitamente mais quente e melhor escrito, o bicho pega de verdade. Aguardando ansiosa pelos próximos livros! Parabéns pela resenha =) Melhoras para o pé ;D

    [SPOILER] existe uma das cenas, do segundo livro se não me engano, que achei meio “WTF?” (mas não menos excitante), que envolve piercing e não vai ser na orelha ou nariz, se é que vocês me entendem…

    • Jaque
      Jaque says:

      PARA TUDO, Monique minha linda!
      Agora que a blogueira aqui pira. Seu comentário me deixou em cólicas para ler todos os livros em uma tacada só. E agora? O que eu faço com a agenda do blog? rsrsrs
      Mas super concordo com você, essa história foi um achado aqui na minha vida. Amei demais. E aqui já tiveram algumas cenas que me deixaram sem ar…a deles no avião foi uma delas.
      Amei demais falar com você.
      Bjos 1000!

      Ps.: sabe que eu achei que teria uma cena assim em algum ponto dos livros?!

      • Monique Sousa says:

        Foi assim que fiquei Kkkkkkk Tô louca pra reler numa tradução decente todos eles novamente <3 R. K. Lilley arrasa, já ouviu falar na trilogia dela de Tristan e Danika? Fiquei acabada, é uma história com uma carga emocional fortíssima, porém uma lição de amor e resiliência <3

  3. Nataly Santos says:

    Jaque estou terminando o segundo livro da trilogia e a cada momento fico mais apaixonada pelo James. Obrigada por me apresentar essa trilogia maravilhosa estou amando cada pedacinho dessa história. Rsrs

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Nataly!
      Assim vocês (que já leram mais de um dos livros da série) me matam de curiosidade. Acabei de falar com uma lindinha aqui que me fez pirar na curiosidade também. Estou quase jogando minha agenda de leituras para o ar só pra terminar essa trilogia linda.
      Bjos 1000!

  4. Luciane says:

    Li os dois primeiros livros desta trilogia, agora estou angustiada para ler o 3 e parece que nao tem ele traduzido ainda. Vcs conseguiram

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Luciane!
      Essa série é mesmo viciante. Tomara que o lançamento dos próximos livros por aqui não demore.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário