09/09/2016

[Resenha] Uma Canção de Ninar – Sarah Dessen

Oiii Pessoas do meu coração!

Cada dia me apaixono mais por essa vida de leitora, sabiam? (como se fosse possível…) Principalmente quando vem parar na minha mão um romance tão singelo quanto Uma Canção de Ninar. Amo descobrir novos autores e esse foi o primeiro livro da Sarah Dessen que li. E não é que ela já me cativou! (já sentiram que essa vai ser mais uma daquelas resenhas recheadas de declarações de amor, né? #sorry)

Mas vem comigo saber mais um pouco sobre essa lindeza e se apaixonar também.

Sigam-me os bons!

uma-cancao-de-ninar-pt-2

Descrição:
Remy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta, antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor.

Pessoas lindas, o romance de Uma Canção de Ninar não é daqueles romances em que a gente já sente de primeira como as coisas vão se desenrolar. Não, aqui vamos aos poucos entendo quem é quem na história e vamos também, junto com os personagens, conhecendo as dificuldades que moldaram o caráter de cada um.

Começando por nossa heroína que é osso duro, Remy cresceu mantendo todos a distancia com medo de ter um história de amor fracassada como a da própria mãe. Pelo menos ela considera a história fracassada, pra mim a mãe de Remy é apenas uma pessoa que vive mais tempo em um conto de fadas do que na vida real, por assim dizer.

A mãe de Remy é escritora e, temos a impressão que Remy e o irmão foram um pouco negligenciados durante a infância, especialmente quando a mãe estava imersa no processo de criação de um novo livro. Não que Remy possua ressentimentos quanto a ela, mas a mãe tornou-se uma pessoa dependente dela para tudo e Remy apenas sonha com sua independência. O que provavelmente acontecerá assim que ela for para a faculdade em algumas semanas, mas não antes de terminar de organizar todos os preparativos do quarto casamento da mãe.

Durante essa correria de casamento entre enviar convites, decidir o que será servido no jantar e todas essas coisas, ela conhece Dexter. Na verdade, Dexter a derruba dizendo que eles estavam predestinados ou algo assim.

Sim, era um saco ser dispensado. Mas não era melhor quando alguém era sincero? Quando admitia que seus sentimentos por outra pessoa nunca seriam fortes o bastante para justificar o tempo dos dois?

Agora, deixa eu dizer que o Dexter foi, pra mim, a coisa mais fofa do livro (tá… as minhas lindas que seguem o blog devem estar revirando os olhos agora…). Ele tem uma personalidade amável, está sempre sorrindo, é super sociável, não consegue ficar parado nem por um segundo e está sempre com uma parte da blusa para fora da calça ou com os sapatos desamarrados. Eu, assim como a Remy, só pensava em arrumar esse menino. #blogueraComTOC

Ele tem também uma mania super engraçada de apostar por qualquer coisa. Ele inventa os desafios mais absurdos o tempo todo só para ter o que apostar. É hilário, acho que todo mundo tem um amigo assim, né? (eu tenho….) Pra completar o “pacote Dexter”, ele tem um cãozinho chamado Macaco. Pois é…. não pergunte…. #ficaDica (na verdade, leia o livro porque o Dexter explica o porquê do nome do cãozinho!)

Quando cheguei na entrada, encontrei Dexter amarrando a guia do Macaco na nossa caixa de correio. Dava para ouvi-lo falando com o cachorro da mesma forma com que falaria com uma pessoa, e Macaco estava com a cabeça inclinada, ainda ofegante, como se escutasse com atenção e esperasse sua vez de responder.

Mas o que mais me encantou no Dexter é que ele tem uma alma boa. Ele é um daqueles caras que se contentam com pouco, sabe? Dexter tem aquele ar de músico sonhador e por mais que as coisas pareçam estar desmoronando, ele tem sempre uma palavra de consolo ou uma posta mirabolante que vai fazer tudo ficar melhor.

uma-cancao-de-ninar-pt-1

Achei esse livro super fotogênico!

Dexter e a banda estão na cidade de passagem, é o que eles fazem, viajam de cidade a cidade em seu furgão branco, tocando em festas de casamento e bares. Isso tudo com o cachorro, Macaco, a tira colo. Dexter veio de um lar parecido com o de Remy, a mãe dele está no sexto casamento e ele parece ter essa personalidade leve justamente para esconder um desconforto interior. Pelo menos foi isso que eu senti durante a leitura.

E ali estava. Um desfecho. O último item entre tantos, eliminado da minha lista com um tique grande e grosso.

Dito isso, fiquei com muito medo do que Remy, conhecida como “A Rainha de Gelo”, faria com o alegre e despreocupado Dexter durante toda a leitura. Dexter é exatamente o oposto do tipo de rapaz que atrai Remy (ele é o meu oposto também, mas me encantei por ele mesmo assim…). Enquanto Remy não se apegava a ninguém e iria para a faculdade em breve, a gente sentia que Dexter era do tipo apaixonadinho. Não me entendam mal, Remy tem seus motivos para ser como é, mas acabei me afeiçoando ao Dexter e não dava pra não me preocupar com ele.

Dexter transformava tudo em desafios, estando ou não sob seu controle. Entre os favoritos mais recentes estavam: “Aposto quinze centavos que o próximo carro que passar vai ser azul ou verde”, “Aposto cinco dólares que consigo preparar um prato com a lata de milho, a batata frita e a mostarda que estão na despensa” e, é claro, “Aposto que consigo citar mais estados do que você etá aquela mulher sair da lavanderia”.

Amores, a historia vai se desenrolando lentamente conforme a gente vai lendo e, quando menos a gente se dá conta, já estamos envolvidos e torcendo para que tudo dê certo quando tudo está contra os personagens. O romance entre eles é doce e as situações são aquelas típicas dos jovens que estão começando a vida com todas aqueles decisões importantes a serem tomadas. A gente termina a leitura com um sorriso no rosto e o coração cheio de esperança, tanto pelos personagens quanto pela chance do livro ganhar uma continuação.

Esse livro foi mais um mimo da linda editora Seguinte aqui para o nosso cantinho, mimo esse que a gente amou. Obrigada, foi incrível conhecer a escrita da Sarah Dessen e já virei fã dela, tanto que estou aqui indicando pra vocês, meus amores.

uma-cancao-de-ninar-pt-3

Uma Canção de Ninar

Sarah Dessen

Editora Seguinte

Classificação: ★★★★☆ (4)

Ah, claro, tem Uma Canção de Ninar a venda aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura
Livraria da Folha Submarino

Pessoas, minhas opiniões são sempre as mais sinceras possíveis, como já falei aqui pra vocês. Então, que tal vocês deixarem uma opinião sincera, aqui em baixo, também? Vou amar!

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

14 Comentários

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Elza, minha flor!!!
      Obrigada, fico super feliz em saber que você gostou da resenha.
      Volta pra me contar o que você achou da leitura, amo saber.
      Bjos 1000!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Polly! (sentindo-se intima)
      Que bom que você gostou, fico feliz!
      E, já sabe né, volta pra me contar o que você achou da leitura.
      Bjos 1000!

  1. Carolina Barreto says:

    Eu já tinha um livro dessa autora na minha listinha, Os Bons Segredos, nunca li nada dela. Mas agora com essa resenha fofura vou ter que incluir esse tbm na lista e passar na frente dos outros rsrsrs! Sua descrição do Dexter me deixou com um sorriso bobo no rosto, doida para “ver” por mim mesma =D

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii CaroLinda! (to mega abusada hoje, né?!)
      Ownnnn, Dexter, como não se apaixonar por você… Mimina, agora aqui lendo seu comentário que eu percebi que escrevi sobre o fofo do Dexter com tanto carinho que nem me dei conta! Mas fico mega feliz por você ter se interessado em ler o livro. Vou ficar ainda mais feliz se você voltar aqui e me contar como foi a leitura pra você. Sabe que eu amo saber, né?
      Obrigada pela sua mensagem tão carinhosa, super curti!
      Bjos 1000!

  2. Diego França says:

    Olá! Tudo bem?
    ADorei sua resenha. No último sábado apresentou um clube do livro aqui na minha cidade (Salvador) sobre esse livro e foi maravilhoso. Primeiro porque eu adorei o livro, assim como você, depois porque é sempre um prazer falar e discutir pontos de vista com outros leitores acerca de uma leitura. Esse livro é meu Xodó!

    Leia Os Bons segredos também.
    Bjão.

    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    PS: fiz uma postagem especial sobre esse livro lá e coloquei uma parte da sua visão sobre o livro lá, dei créditos).

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Diego!
      Fico mega feliz em saber que você gostou da resenha. Esse livro é mesmo uma fofura e é mesmo uma delicia poder falar sobre os livros que a gente tanto gosta.
      Ah, muito obrigada pela dica de leitura, anotada.
      Já vou passar lá no seu blog pra conhecer. Amei saber que você usou uma citação minha.
      Obrigada.
      Bjos 1000!

  3. Rafaela Gallassini says:

    oie….amei a resenha, preciso ler esse também…kkkkkk
    já vai pra minha lista interminável…rsrs
    S2
    bjos!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Rafaela!
      Obaaa! Amei saber que você gostou da resenha, obrigada. Leia e volte pra me contar o que você achou, tá?
      Bjos 1000!

  4. Ju Ferreira says:

    Vi sua resenha e fui correndo ler, mas fiquei o tempo todo que li o livro esperando me apaixonar como sempre me apaixono pelos livros que leio e no final nao aconteceu :/ mas achei o livro legal e leve de se ler, obrigada pela indicação <3

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Ju!
      Isso também já aconteceu comigo algumas vezes. Inclusive com livros que várias pessoas amaram e que foram ultra mega recomendados, olha aqui: https://goo.gl/MTlx6R . Mas amei saber sua opinião, eu que agradeço sua delicadeza de vir aqui me contar. Obrigada!
      Bjos 1000!

  5. Ju Ferreira says:

    Mas em compensação amei vários outros que vi resenha aqui no blog, inclusive já li todos os livros da serie “signos do amor” em menos de uma semana, e amei todos!! O meu preferido foi o “A voz do arqueiro” acho que pq é um dos mais românticos e fofinho <3 (Sou uma romântica incurável como vc ;*) kkk
    Beijos <3

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Ju!
      Ufa, que ótimo saber que eu “acertei” em outras indicações pra você! Fico super feliz. 😍 E você ainda tocou no meu ponto fraco falando sobre a série “Signos do Amor”. Suspiro só de lembrar de todos os livros, e sim, como não amar MUITO o Archer? Ownnnn! Tá vendo porque eu amo saber a opinião de outros leitores como eu? Sempre fico com um sorriso no rosto.
      Obrigada pelo carinho, minha flor!
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário