19/08/2016

[Resenha] It Ends With Us – Colleen Hoover

Oiii Pessoas do meu coração!

Deixa eu ler o pensamento de vocês! #blogueiraVidente Vocês devem estar pensando assim: “Livro da CoHo de novo?”

Pois é, sei que escrevi sobre Talvez Um Dia (AQUI tem a resenha sobre ele) há poucas semanas atrás e normalmente eu dou um intervalo entre as resenhas sobre livros do mesmo autor, mas esse aqui chegou a mim de uma forma um tanto inusitada.

E tem mais, essa será uma resenha diferente. Não vou falar sobre a história do livro, nem sobre os personagens. Aqui vocês só vão encontrar as minhas impressões durante a leitura e as informações que eu tinha sobre essa história antes de começar a ler. Tanto que a descrição do livro só vai aparecer lá no final da resenha, e não aqui em cima, como de costume.

Calma que eu já já eu explico toda essa história pra vocês. Sigam-me os bons!

It Ends With Us En 3

Como não tenho nem uma pelúcia da Dory, coloquei uma foto dela no mu celular

Amores, já falei aqui algumas vezes que sigo a CoHo nas redes sociais e acho ela uma pessoa muito divertida. Enquanto estava escrevendo esse livro, ela foi dividindo com os seguidores o quanto ela sofreu. Isso já me fez querer ler muito, mas aí, depois do lançamento, vieram as resenhas do Goodreads (pra quem não conhece, o Goodreads é o Skoob americano) e essas resenhas me convenceram a passar esse livro na frente de todas as minhas outras leituras.

Alguns leitores disseram que esse foi o melhor livro do ano, outros disseram que todas as mulheres deviam ler esse livro e teve até uma menina que passou mal, teve uma crise de ansiedade e foi parar no hospital. Ela inclusive enviou o comprovante do atendimento dela para a autora. Até a E.L. James, autora de Cinquenta Tons de Cinza, publicou em seu Twitter que chorou com a história.

Sinto a voz dele em meu estomago. Isso não é bom. Vozes deviam parar nos ouvidos, mas as vezes – isso não acontece sempre, na verdade – a voz passa pelos meus ouvidos e reverbera diretamente pelo meu corpo.

Mas dentre todos os comentários a respeito desse livro, o que mais se repetia era a dica de você entrar nessa história sem saber sobre o que o livro fala. Por isso que nem coloquei a descrição lá em cima, traduzi ela pra vocês (pois é, nenhuma editora se manifestou com relação a lançar It Ends With Us aqui no Brasil), mas coloquei lá em baixo pra você só ler se quiser mesmo. O que eu desaconselho fortemente.

E foi assim que peguei It Ends With Us para ler, sem saber absolutamente nada sobre a história. Eu só tinha uma vaga ideia do que me esperava por conhecer o estilo de escrita da CoHo. E minha expectativa era gigante, amores. Sabe que foi essa expectativa e o fato de não saber nada sobre o livro que fizeram eu começar a leitura com um frio na barriga?

– Não acho que ser uma pessoa um pouco reservada seja uma coisa negativa. Verdades nuas e cruas não são sempre bonitas.

Pena que os primeiros capítulos não me empolgaram o tanto que eu esperava me empolgar…. Acabei me apaixonando por um personagem, mas achava que tinha alguma coisa errada comigo, já que meu coração só acelerava quando eu lia trechos sobre o passado que contavam a história de outro personagem totalmente diferente. Cheguei a me perguntar se eu estava meio “quebrada“, sabe? Como se meus skils de leitora (sentindo-se a super heroína aqui! Qual o seu super poder? Eu leio! #blogueiraPiadista) talvez estivessem acabado. Tipo, como eu podia não me empolgar com uma história que todo mundo estava morrendo de amores e, pior, como meu coração podia estar dividido e apaixonado ao avesso?

– Não existe essa coisa de pessoas ruins. Somos todos apenas pessoas que as vezes fazem coisas ruins.

Mas na metade do livro (é… demorou um pouco pra mim…) foi que a profundidade e a sinceridade da história começaram a me tocar. Percebi também que eu não teria aqui a história de amor que eu achava que podia ter. Antes de começar a ler, passou pela minha cabeça que eu poderia ser a próxima a parar no hospital com crise de ansiedade, igual a leitora americana. (mas não aconteceu… fiquei ansiosa, mas não tive uma crise!) Foi então que percebi que a história era real demais, e em histórias reais demais não temos atos de heroísmo e de amor extremos.

It Ends With Us En 2

Depois da metade do livro, meu coração se desesperou pela sucessão dos acontecimentos em si, eu acabava chorando em algumas partes porque não via como que as coisas iam se acertar. Pior, eu não sabia nem o que eu queria mais a certo ponto. Dá pra entender? Não temos uma relação de ódio pra que eu escolhesse um lado da história e, ao mesmo tempo, eu não conseguia decidir nem se eu queria que essa relação de ódio existisse. Nunca me senti tão perdida e aflita lendo um livro.

– Você me alertou. Você disse que uma vez apenas com você não seria suficiente. Você disse que era como uma droga. Mas você falhou em me dizer que você era do tipo mais viciante.

Os elementos que a autora usou aqui são tão próximos as coisas que a gente sente e conhece que eu sofria junto com os personagens. Inclusive a Dory (sim, de Procurando Nemo) tem um papel tão importante na vida deles quanto tem na minha. Sempre tentei usar o lema dela (por mais infantil e bobo que possa parecer…) “Continue a nadar!” na minha vida. Faço isso desde que assisti o filme pela primeira vez…. e, perceber como isso também foi importante para a história, me desestruturou.

Tanto me desestruturou, que quando li a última frase do livro, fiquei sentada no sofá olhando pra parede durante uns 6 minutos. Sim, nesses 6 minutos eu não pensei em nada, apenas absorvi o que a ultima frase do livro significava e quando os sentimentos finalmente se organizaram dentro de mim, eu chorei. E continuei chorando por muito tempo.

Talvez o amor não seja algo que vem no formato de um ciclo completo. Ele apenas flutua, pra dentro e pra fora, assim como as pessoas entrando e saindo das nossas vidas.

Não pensem que eu dei spoiler sem querer, porque na verdade o final não é triste (e não vai fazer sentido se você correr para ler), ele é apenas tão tocante e pesado que me deixou sem ar, por tudo que podia e não podia ter sido. Pelo que os personagens perderam e pelo que eles ainda iam ganhar. Mesmo tendo sido um final corrido, na minha opinião, essa rapidez também contribuiu para essa sensação de tristeza misturada com felicidade e pela esperança que a gente sente pelo que eles ainda vão viver.

– Isso para aqui. Comigo e com você. Isso termina com a gente.

Acabou que eu concordei com todas as resenhas que li antes de começar a escrever a minha e penso que todas as mulheres deviam ler esse livro. A CoHo fez de novo! Ela conseguiu trazer a tona emoções tão fortes em mim que serviram para reafirmar que eu nasci pra essa vida de leitora. Acredito que vocês vão se sentir da mesma forma.

It Ends With Us En 1

Parece que consegui, amores. Escrevi uma resenha sem falar da história em si ou dos personagens. Foi a resenha mais carregada de sentimentos que já escrevi e amei a experiencia.

It Ends With Us, é um romance de volume único da autora Colleen Hoover e fala sobre amor, sobre mulheres fortes que na maioria das vezes passam por fracas pra quem está de fora e não conhece suas verdadeiras histórias e de como sua vida pode mudar dentro de poucos minutos.

It Ends With Us

Colleen Hoover

Classificação: ★★★★★ (5)

Descrição: *tradução livre

Às vezes, a pessoa que ama você é a que mais te machuca.

Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar duro para ter a vida que queria. Ela percorreu um longo caminho desde a pequena cidade no Maine, onde cresceu – terminou a faculdade, mudou-se para Boston, e começou seu próprio negócio. Então, quando ela se encanta por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo na vida de Lily de repente parece quase bom demais para ser verdade.

Ryle é assertivo, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante, e tem uma queda enorme por Lily. E não fica nada mal de uniforme. Lily não consegue tirá-lo de sua cabeça. Mas a aversão completa de Ryle aos relacionamentos é preocupante. Mesmo enquanto Lily torna-se a exceção à sua regra de “não namoro”, é impossível não se perguntar o que o faz pensar assim em primeiro lugar.

Conforme as perguntas sobre seu novo relacionamento começam a sufocá-la, assim como a vívida lembrança de Atlas Corrigan – seu primeiro amor e o link para o passado. Ele era sua alma gêmea, seu protetor. Quando Atlas de repente reaparece, tudo que Lily construiu com Ryle está ameaçado.

Pessoas lindas, me contem aqui em baixo se vocês pretendem seguir meu conselho e não ler a descrição do livro. Se vocês vão fazer como eu ou, se já leram, dividam comigo aqui em baixo a experiencia de vocês, nos comentários.

Só não falem da história nem dos personagens, por favor!

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

40 Comentários

  1. Nátaly says:

    Jaque sua resenha me deixou mais ansiosa ainda por essa leitura. Você tem um poder de fazer a gente se apaixonar por um livro antes mesmo de nós lermos eles. Adoro seu blog 😃

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Nátaly!
      To aqui boba de felicidade respondendo o seu comentário, obrigada! É ótimo saber que você gostou dessa resenha aqui, que é diferente das outras que eu escrevi.
      Muito obrigada pelo carinho. Amei falar com você.
      Bjos 1000!

  2. Catia Neves says:

    Jaque, não resisti e li a sinopse do livro! Tudo que a CoHo escreve me arrebata! As vezes fico me dando um tempo para ler um novo livro dela! Porque os livros dela realmente mexem muito com minhas emoções.
    Como uma leitora curiosa, vou sim conferir e depois volto aqui para comentar…

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Catia, minha linda!
      Sabe que eu ri alto quando li seu comentário admitindo que leu a descrição??? De verdade, achei muito legal você ter me contado. Eu também me sinto como você em relação a CoHo, pondero pra ler os livros dela porque sei que vão mexer comigo. E mexem mesmo!
      Então, já que você leu a sinopse, quero muito saber como vai ser a sua experiencia quando começar a ler. Volta MESMO pra me contar!
      Bjos 1000!

  3. Rafaela Gallassini says:

    OMG….o ultimo livro que li dela foi ” O lado feio do amor”….amei de+++… 😀
    Com uma resenha assim, fica impossível não ler …kkk #curiosa …. tem alguma previsão de ser lançado em português??
    diz que sim..diz que sim…
    Passo todos os dias por aqui pra ver as news… adoroo!!!
    bjos ainda gelados aqui do Sul…kkk

    Rafaela

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Rafaela!
      Que lindo seu comentário! Super curti.
      Poxa… infelizmente não temos nenhuma informação quanto ao lançamento dele por aqui. It Ends With Us acabou de ser lançado lá fora… vamos torcer pra alguma editora comprar logo os direitos de publicação.
      Ganho meu dia quando algém escreve que está sempre por aqui. Obrigada!

      Bjos 1000 quentinhos aqui do Rio! (amei essa!)

      Ps.: amo o Sul!

  4. Juliana Debarbara says:

    Eu digo e repito pra quem quiser: Colleen Hoover é uma das maiores escritoras da vida! A coragem que ela tem de abordar assuntos polêmicos sem medo do dramalhão e com uma delicadeza incrível são pouquíssimos autores que possuem. eu já acompanhava CoHo pelas redes sociais dizendo o quão difícil tinha sido escrever esse livro. Que ela precisou se mudar pra outra casa enquanto escrevia pra não afetar a família. E que ela ainda não conseguiu escrever outra história pq Ainda está ligada nessa.

    Comecei a ler já angustiada com o que ia encontrar, mas confesso que no começo me senti enganada. Onde tava todo o drama? Toda aquela comoção?
    Foi só quase na metade do livro que entendi o que está a acontecendo.

    Depois foi só destruição.
    O livro não é dos mais dramáticos ou melosos dela, mas é de uma intensidade e sensibilidade que te deixa confuso sobre o que sentir a respeito de tudo que tá acontecendo.

    E eu também confesso que torci pro lado errado muitas vezes durante a leitura.
    Na vdd, não sei como agiria na mesma situação, visto que já presenciei a mesma história.

    Colleen mais uma vez arrebatou meu coração. Eu poderia escrever 84929392 coisas sobre esse livro e não seria suficiente pra dizer o que ele fez comigo.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oii Juliana, minha flor!
      Foi exatamente o que eu passei quando comecei a ler! Também acompanhei como foi difícil pra CoHo escrever esse livro, ela disse que chorou muito enquanto escrevia alguns capítulos. Também comecei a ler nervosa, desesperada para entender o porque de tanto sofrimento. Amei demais saber que tivemos os mesmos motivos para ler e depois as mesmas reações a essa leitura.
      Imagino mesmo que seja uma situação muito difícil, mas só posso falar dos meus sentimentos em relação a leitura, já que nunca passei por isso. Lamento muito que você tenha presenciado algo do tipo.
      Amei seu comentário, obrigada por tirar um tempinho para falar comigo,
      Bjos 1000!

  5. Maira Júlia says:

    Confesso que fiquei decepcionada com esse livro. Eu estava gostando muito até “certo ponto” então me decepcionei com alguns acontecimentos. De um jeito que não consigo mais ler. Realmente não é pra mim.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Maira!
      Poxa, acho que imagino de qual ponto você está falando. Realmente essa é uma leitura difícil e lamento muito que você não tenha conseguido terminar, mas entendo que tem certos assuntos que a gente não consegue ler. Tipo, eu não consigo ler A Culpa é das Estrelas, amo o filme, mas choro durante duas horas. Comecei a ler o livro e não parava de chorar, não consegui avançar muito.
      Mas então, pra fujir desse clima pesado, leia um livro do Sylvain Reynard! Sempre que fico assim, leio O Inferno de Gabriel.
      Bjos 1000!

  6. Laís Brito says:

    “Depois da metade do livro, meu coração se desesperou pela sucessão dos acontecimentos em si, eu acabava chorando em algumas partes porque não via como que as coisas iam se acertar. Pior, eu não sabia nem o que eu queria mais a certo ponto. Dá pra entender? Não temos uma relação de ódio pra que eu escolhesse um lado da história e, ao mesmo tempo, eu não conseguia decidir nem se eu queria que essa relação de ódio existisse. Nunca me senti tão perdida e aflita lendo um livro. ” Sou eu falando aí?! Parece até eu falando rsrs Faço das suas palavras as minhas. Terminei ele tem algumas horas e estou processando ainda meus sentimentos com esse livro que para mim foi de uma perfeiçao. Fiquei aflita, chorona, angustiada, uma mistura de emoções! Em todas as resenhas que vi sobre …todas indicavam que não me aprofundasse em querer saber mais sobre ele…que eu o pegasse de ” surpresa”. Sem decepcões. Maravilhoso!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Laís!
      Sério que você passou exatamente pela mesma coisa? Que máximo! Amei saber. Pode usar minhas palavras a vontade, eu amo demais quando alguém se identifica tanto assim com o que eu senti/escrevi porque é esse sentimento faz o nosso cantinho valer a pena. Muito obrigada por vir aqui e me contar.
      Bjos 1000!

  7. Danielle Teodoro says:

    Oiiiiiii… de tanto que ouvi comentários sobre esse livro eu resolvi começar a ler, estou no começo e confesso que não está me empolgando muito não. Mas agora que li sua resenha irei seguir em frente!!! Origada!!!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Dani (#blogueiraAbusada)
      Que bom que minha resenha ajudou você a não largar o livro, fico feliz. Você leu a resenha e sabe que pra mim também foi meio parado no inicio, então, espero que você volte e me conte se terminou de ler e o que achou. Vou amar saber.
      Bjos 1000!

  8. Luana Cagliari says:

    Terminei agora esse livro e confesso que não estava preparada pra toda essa carga emocional ! Eu li a sinopse antes de começar, mas nada te prepara pra tudo que acontece! Realmente é um livro que todas as mulheres deveriam ler, e admito que não sei o que faria no lugar dela!
    Super recomendo a leitura, mas já aviso: se prepara!! haha
    Amei sua resenha, pois conforme vc escreveu eu me identifiquei, foi exatamente como me senti lendo esse livro!!
    Parabéns!!
    Bjos :*

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiiii Luana!
      AH! Amo quando vocês me contam se leram a sinopse antes ou depois de ler o livro. Muito legal!
      Mas não é, mimina? Como a CoHo joga toda essa carga emocional na gente sem aviso? Não parece que estamos “tomando caixote” no mar? Mal entendemos um sentimento e já vem outro na cabaça….
      Olha, fico super feliz por saber que você gostou da resenha. Obrigada pelo carinho, amei sua mensagem.
      Bjos 1000!

  9. Regina says:

    Jaque

    Estou escrevendo para te contar que mais uma vez segui o seu conselho. Não aguentei de curiosidade e li o livro e olhe que ler em inglês ainda é tenso para mim.
    To tão tão emocionada. Que não sei identificar os meus sentimentos. O que é esse livro ????
    Jaque pensei CoHo não iria superar O lado feio do amor(o meu livro preferido) mas estava enganada 🙁 estou encantado por esse livro.
    Bom acho que estou literalmente de ressaca não sei que livro ler depois.

    Bjus
    Valeu Jaque

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Regina, minha flor!
      OWNNNN! Sabe que fico toda feliz quando me contam que leram e se emocionaram com um livro por indicação minha?! De verdade, obrigada por me contar. Olha, realmente It Ends With Us é como um balde de emoções jogados em cima da gente sem pena não é? rsrs
      Mas sabe que meu livro preferido da CoHo é Talvez Um Dia? Foi o que mais me encantou, tem resenha sobre ele AQUI.
      Muito obrigada por vir me contar que amou o livro, amei sua mensagem.
      Bjos 1000!

  10. Luh Campanha says:

    Como sempre suas resenhas fazem meu coração explodir de ansiedade e curiosidade a maneira que a Collen escreve é unica no estilo new adult ela trata temas tão fortes com delicadeza e romance super recomendo tb .

    • Jaque
      Jaque says:

      Ownnn, Luh! 😍😍😍😍
      CoHo é só amor, não é? E só amor também é esse seu comentário! Amei saber que mexi um pouco com seu coração. 😁
      Obrigada!
      Bjos 1000!

  11. Maria Paula Soares says:

    Oi Jaque, tudo bem?

    Conheci seu blog hoje procurando resenhas de It Ends With Us…
    Estou lendo meu terceiro livro da Colleen (Novembro 9 – já li Caso Perdido e O Lado Feio do Amor) e essa mulher me dá um tiro no peito a cada novo livro que ela escreve.
    Não tem como não amar as obras dela.
    Estou com Confess, Maybe Someday, Never Never e Slammed pra ler no Kindle agora rs
    Queria te perguntar onde você achou It Ends With Us pra ler! Só na Amazon mesmo?
    Beijos! Adorei teu blog!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Maria Paula!
      Tudo ótimo! (sempre fico feliz respondendo aos comentários de vocês)
      Amei todas essas lindezas que você leu e ainda vai ler. 😍 Realmente CoHo é diva, arrasa a gente e a gente volta querendo mais…
      Então, esse eu comprei pelo iTunes, mas também tenho o app do kindle no meu iPad e vi que também tem a venda na Amazon.
      Ah, se você quiser depois me contar como foi a leitura de It Ends With Us ou de outro livro da CoHo (acho que já resenhei todos esses que você citou…) eu ia AMAR muitão. rsrs
      Obrigada pelo comentárioe pelo carinho, amei falar com você.
      Bjos 1000!

  12. Érika says:

    Oii Jaque! Tudo bem??
    Estou com muita vontade de ler esse livro, mas me ficou uma dúvida, meu inglês não é fluente mas é avançado, você acha que consigo acompanhar ou fica cansativo?
    Bjsss

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Érika, minha linda!
      Geralmente os livros da CoHo não são difíceis de acompanhar, pois ela usa uma linguagem bem simples, diferente de alguns livros de época que li e até hoje ainda dou umas empacadas. Acredito que não vai ficar cansativo pra você, só vai depender mesmo do seu vocabulário.
      Bjos 1000!

  13. Katy says:

    Oi Jaque,
    Nunca li uma resenha tão perfeita. Eu terminei o livro ontem e estou uma confusão de sentimentos q não sei explicar. Queria indicar o livro para minhas amigas, mas elas vendo q fiquei destruída de tanto chorar, ficaram com medo de lê. Eu não achava palavras que fizessem elas entederem o quao perfeito esse livro é, ate agora não consigo pq choro só de pensar. Resolvi então procurar uma resenha que pudesse explicar o que eu tinha sentindo mas que não estava conseguindo passar pra elas, e vc descreveu tudo, sem tirar nem colocar nada, a unica diferença foi q eu me apaixonei por Ryle na primeira pagina do livro. Eu estou tão emocionada com sua resenha q ja li pela quarta vez e compartilhei com todas as minhas amigas…. ” Meninas ta ai o que eu queria falar pra vcs”….
    Esse livro me marcou muito, principalmente o fato dele ser baseado na vida da mãe da CoHo. Emocionante e perfeito demais, se tornou o numero um da minha lista….. Obrigada pela resenha maravilhosa. Beijinhos

    • Katy says:

      PS: não sei ao certo quantos minutos fiquei mas se não foi 6, foi mais. Depois do choque e de tanto soluçar tomei um banho e fui dormir as 19:00horas ( fato inédito)…. kkkkk beijso again

      • Jaque
        Jaque says:

        Ownnnn!
        Nossa, é isso mesmo que acontece, quando começamos a ler somos uma pessoa e ao terminarmos, somos outra. Sei como é.
        Bjos 1000!

    • Jaque
      Jaque says:

      Katy! Katy! Katy!
      Quem não sabe explicar o que sentiu lendo seu comentário sou eu! Que lindeza! Estou tão feliz por você ter se identificado com o que eu escrevi que fiquei emocionada. Coloquei minha alma pra fora nessa resenha e amei saber que você sentiu o mesmo que eu. Realmente esse livro é muito incrível mesmo.
      Agora, eu só queria poder ir aos EUA para assistir a peça baseada nesse livro. Sabia disso? Imagina a gente chorando rios de lágrima no teatro? Seria tudo de bom.
      Muito obrigada pelo carinho e por ter escrito uma mensagem tão fofa. #blogueiraFeliz
      Bjos 1000!

  14. Bruna Marques says:

    Juro que pensei que fosse uma continuação de CONFESS, sei lá, ainda tô esperando algumas respostas desse livro!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Bruna, minha lindinha!
      Confess vai virar série, vai que lá você consegue suas respostas? Vamos torcer.
      Bjos 1000!

  15. Stephanie says:

    CoHo nunca decepciona. Consegui ler o livro sem dar uma espiada na descrição pq amo ser surpreendida. Li esse livro em poucas horas, simplesmente não conseguia largar. Traz uma mistura de sentimentos, uma ansiedade!!
    Acabei de ler há algumas horas e ainda nao consegui tirar a história da cabeça, muito menos do coração. Esse é daqueles livros que marcam e nos fazem sentir vontade de obrigar todo mundo a ler hahaha

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Stephanie!
      Ah, que bom que você também conseguiu ler sem ver a descrição, acho bem mais impactante assim. rsrsrs Olha, sinto como se eu mesma tivesse escrito esse seu comentário. Foi assim mesmo comigo e vamos juntar obrigar todos a lerem essa lindeza sim.
      Bjos 1000!

  16. _BG_06 says:

    Apesar de todas as coisas que o Ryle fez a Lily , eu continuo gostando mais dele do que do Atlas ( que pra mim é bem desinteressante ). Mas foi um livro que me fez refletir bastante, assim como a maioria dos livros da CoHo.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiiii!
      A CoHo é dessas né? Sempre despertando na gente sensações incríveis durante a leitura. É mesmo um livro incrível.
      Bjos 1000b

  17. Géssica says:

    Olá esse livro é versão em inglês? Ou tem em português tbm? Onde encontro? Bjsss… espero que responda😙

  18. Amanda Mello says:

    Ok, vou confessar que estou morrendo de curiosidade agora, eu preciso ler esse livro urgentemente! A CoHo é minha escritora favorita, e em todos os livros dela me apaixonei instantâneamente por todas as histórias. Não sei nem explicar o quanto me prendo em cada livro dela, acabei November 9 agora, e meu Deus! Já li todos os livros dela, e só falta esse para completar minha coleção, nem acredito que ainda não lançou a versão em português, e agora, depois que li sua resenha, estou simplesmente surtando!!!! Não vou ler a descrição, mesmo que seja bastante difícil, mas espero mesmo que logo logo eu possa ter o livro em mãos. Todos os livros da CoHo tratam de assuntos bastante “intensos” e tenho certeza que esse não vai ser diferente, comecei a ler os livros dela com 13 anos, e espero mesmo que ela escreva o bastante para a vida toda <3

    Amei muito sua resenha, Jaque! Não vejo a hora de contar para você o que achei do livro.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Amanda!
      Então agora falta você ler dois livros da CoHo, ela acabou de lançar Without Merit e ainda não tem previsão de lançamento por aqui. Tem resenha sobre ele aqui no nosso cantinho, mas se você ler a resenha, por favor não me odeie…. rsrsrs
      Amei muito seu comentário e super concordo com tudo, vou ficar esperando você voltar pra me contar como foi depois de ler sim. #promessaEdivida
      Muito obrigada pelo carinho, minha linda, fico mesmo muito feliz por saber que você gostou. Escrevi com muito amor.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário