05/08/2016

[Resenha] Fury – Laurann Dohner

Oiiii Minhas pessoas mais lindas!

Quase caí pra trás quando me dei conta de que resenhei o segundo e o quarto livro da série Novas Espécies, mas não falei sobre o lindo do Fury. Como assim, pessoas? Foi por ele que eu me apaixonei e, por isso, li todos os 14 livros da série, em inglês.

Então hoje vou me redimir e falar sobre esse canino lindo.

Ah, você ficou confusa por eu ter chamado ele de canino? Então vem comigo que eu explico tudinho, quer dizer, quase tudinho.

Fury pt 1

Descrição:

Ellie é uma enfermeira e fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica para qual trabalha – as Indústrias Mercile – tem feito experimentos genéticos ilegais. Os cientistas combinaram DNA de humanos com o DNA de animais, criando uma nova espécie: seres humanos mais fortes e desenvolvidos. Um desses ”experimentos”, o prisioneiro 416, captura o coração de Ellie enquanto ela tenta salvá-lo.
Fury – como o 416 também é conhecido – nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou a vida inteira em uma cela, acorrentado e sofrendo abusos. Ellie, a única mulher em quem ele confiou, o traiu, e agora Fury está livre e à procura de vingança. O ex-prisioneiro jura acabar com a vida da enfermeira que o salvou, contudo, quando ela finalmente está em suas mãos, a única coisa que Fury não quer fazer com esta mulher pequenina e sexy é machucá-la.

Minhas lindas, essa série já começa incrível pois mistura fantasia com romance e um monte de personagens apaixonantes. Pra não deixar vocês boiando, vou dar um resumo do resumo. Estamos em um mundo onde foi descoberto que uma empresa farmacêutica chamada Mercile realizava experiências ilegais terríveis com cobaias que possuem DNA humano misturado com o de animais (felinos, caninos e primatas). Essas experiências incluíam o teste de novas drogas que supostamente ajudariam na cura de doenças, essas cobaias também eram submetidos a torturas e castigos físicos.

Quando a história começa aqui, eles acabaram de ser libertados. Por não serem 100% humanos, preferem ser chamados de Novas Espécies. Quando digo que eles acabaram de ser libertados, estou me referindo à uma vida inteira em cativeiro, o que desencadeia muita raiva, contida por anos, contra os humanos.

Seu olhar se fixou em 416. De todos os prisioneiros, era ele quem mais desejava libertar.

Pois bem, nossa mocinha aqui se chama Ellie, ela começou a trabalhar para a Mercile com o intuito de ajudar a libertar os novas especies. Ela acaba desenvolvendo um interesse especial por um das cobaias. Um macho, que tem DNA canino, conhecido como 416. Ellie não podia interagir diretamente com ele, mas 416 parecia ter um grande interesse nela também.

Fury pt 3

Fury e Slade, meus preciosos!

Pena que Ellie teve que fazer uma coisa ruim no intuito de ajudar 416, e acabou tendo que colocar a culpa nele, pois ela precisava sair do prédio da empresa sem ser revistada, já que ela possuía as provas definitivas para que eles fossem libertados.

– Psicologia reversa não funciona comigo, mas quero que saiba que não vou machucá-la – ele sussurrou – Jamais a faria sofrer o que sofri. Eu nunca a socaria ou a faria sangrar. Acho que consegui pensar em algo adequado: vou tocá-la.

Eles só voltam a se encontrar quando os Novas Espécies estão começando a se instalar em seu novo lar, finalmente em liberdade. Ellie trabalha para que eles se adaptem a vida livre o melhor possível, mas 416, que agora adotou o nome de Fury, tem contas a acertar com Ellie. Agora em liberdade, Fury pretende finalmente se vingar da enfermeira que o enganou.

Nossa, que fim de frase dramático não? #blogueiraInspirada Brincadeiras, a parte, vocês já devem ter imaginado onde isso vai dar né? Além de toda essa raiva que Fury tem de Ellie, a atração que ele tem por ela também é igualmente forte. E Fury sendo uma criatura puramente sexual, imaginem como vai ser essa vingança….

– Eu quero você. Odeio isso, mas desejo muito estar dentro de você, saber como seria ter você envolta em mim, e o prazer que acho que encontraria em você. Nunca quis tanto uma mulher.

Pessoas, vou deixar claro aqui uma coisa que eu nem falei muito nas outras resenhas dos livros dessa série, pois só agora que eu percebi que isso não fica claro na capa nem na descrição do livro. Essa história é muito legal, tem romance e tal, mas é SUPER HOT. E estou falando em detalhes muito, muito eróticos.

Não, isso não é um defeito e não estou contando isso para que vocês desistam da leitura não! Até porque eu amo essa série, mas é bom que vocês saibam que quem não curte o gênero de romance erótico realmente não vai se encontrar aqui.

– Você é a única que quero ou de que preciso, Ellie. Dou minha palavra, não vou tocar em nenhuma outra mulher. Você é a mulher para mim. Isso não é algo de momento.

Quanto as leitoras que, assim como eu, amam esse tipo de livro, podem cair dentro, pois a leitura é viciante. E estamos falando daqueles livros onde os homens são possessivos, ciumentos e super protetores de que a gente tanto gosta.

Fury pt 2

Dito isso, vou admitir que amei todos os 14 livros da série. Uns mais outros menos, mas todos são uma delícia de se ler. Gostei tanto que já comprei vários outros livros da autora, de outras séries que nem sonham em ser lançadas aqui no Brasil ainda, infelizmente.

Fury é o livro 1 da série Novas Espécies, que é composta, até agora por 14 livros. AQUI tem resenha sobre mais alguns volumes da série.

Fury

Novas Espécies, livro 1

Laurann Dohner

Universo dos Livros

Classificação: ★★★★☆ (4)

Vem se viciar no Fury também, tem em promoção aqui:

Livraria da Travessa  Livraria Cultura
Livraria da Folha Submarino

Minhas pessoas lindas, está rolando #topComentarista aqui no blog no mês de agosto. Vocês já estão participando? Não? Então deixe um comentário aqui pra mim e participe! AQUI tem as regrinhas da promoção.

Bjos 1000!

Jaque

Jaque

Carioca, casada e apaixonada por livros. Lê de tudo, mas prefere romances.Totalmente Disney Freak, ama tudo que a Disney produz. O apertamento onde mora quase não comporta o tamanho do amor pelos livros (agora compra mais e-books), até porque, metade de mim ama ler e a outra metade está ali com um livro na mão.

"...as lost as Alice as mad as the Hatter"
Jaque

6 Comentários

  1. Nátaly says:

    Adorei a resenha e fiquei curiosíssima para ler. Tenho certeza que vai ser um livro bom como todos os outros livros que eu conheci por aqui.

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Nátaly!
      Que ótimo saber que você gostou das minhas outras indicações. Fico muito feliz.
      Obrigada pelo carinho.
      Bjos 1000!

  2. Thauane says:

    Oii Jaque! Sempre tive a maior curiosidade de ler essa série! Vc vive falando dela por aqui, e eu morro de curiosidade, porém sempre acabo deixando pra segundo plano por ela ser muito longa.. rsrs
    Acho que eu vou ter ler mesmo, pois só vejo elogios, e pelas sinopses parece ter muito potencial! Como sempre, amei a resenha!
    Beijos!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Thauane!
      Agora que você falou foi que eu percebi mesmo que vira e volta eu falo dessa série pra vocês, né? #blogueiraObcecada Quando eu gosto muito acabo fazendo isso mesmo. E essa série é mesmo muuuito longa, mas é dessas que eu mais gosto mesmo.
      Se você ler mesmo, já sabe que estarei esperando pra saber o que você achou, né?
      Fico muito feliz por você ter gostado da resenha, obrigada.
      Bjos 1000!

  3. Catia Neves says:

    Ola Jaque, como adoro suas dicas não perdi tempo fui conferir e também amoooo livros Hot, 50 tons de cinza que o diga…rsrsrs, gostei do livro achei muito interessante o universo que a autora criou mais ao mesmo tempo é um romance muito triste, fiquei imaginando estas pessoas que foram criadas para serem estudadas em laboratório e como solitárias elas se tornam sem família, pai, mãe e irmãos, sem uma data de aniversario, sem um lar e lembranças da infância exceto ficaram presas como animais e bandidos! Apesar de tudo isso é uma estória de amor muito bonita e intensa! Quero ler outras estórias vi que são muitos livros não sei se terei paciência pra ler todos!

    • Jaque
      Jaque says:

      Oiii Catia!
      Que bom saber que você gostou da série! A dinâmica dela é triste e intensa de um jeito que nem sempre as pessoas gostam, mesmo aquelas que são fãs de Cinquenta Tons (ah…. Sr. Grey, seu lindo….). Eu super respeito o gosto de cada uma de vocês, claro, e saber que mesmo com as particularidades da escrita dessa autora aqui você gostou da história, me deixa muito feliz. Mas realmente são muitos livros né? rsrsrs
      Obrigada por sempre aparecer por aqui, minha linda.
      Bjos 1000!

Deixe um Comentário